Carregando  Carregando...

 

Serviços

Benefícios da Tinta em Pó: 

  • Isenta de solventes orgânicos e não produz odores, nem vapores.
  • Reduz os riscos de combustão e elimina as perdas.
  • Não agride ao meio ambiente.
  • Fácil aplicação em uma única demão (evitando escorrimento e bolhas)
  • Economia de energia com alta produtividade.
  • Tempo de processo reduzido.
  • Possibilidade de obter-se camadas de 50 À 70 microns.
  • Alta resistência química e mecânica (corrosão, impactos, radiação U.V; etc.)
  • Diversos tipos de acabamento e sistemas de resinas.
  • Acabamento de alto nível.



Tipos de Tinta em pó

Híbrida: Compostas por resinas epóxi poliéster e indicadas para superfícies metálicas em peças de uso interior.

Poliéster: Composta por resinas poliésteres e indicada para superfícies metálicas em peças de uso exterior, especialmente peças de efeito arquitetônico.

Epóxi: Composta por resinas epóxidas e indicada para superfícies metálicas em peças de uso em ambientes quimicamente agressivos.

Poliuretano: Composta e com características semelhantes às dos poliésteres , porém com alastramento superior e possibilidade de atingir camadas inferiores a 40 micra na aplicação de cores escuras.                                                                                            

Obs.: A Primapox trabalha apenas com as resinas Híbrida e Poliéster.  

 

TINTA EM PÓ À BASE DE POLIÉSTER

Propriedades Físicas e Mecânicas                                                                 Resistência aos Agentes Químicos

Peso Específico......................................1,4 – 1,8 (DC)   

Soda cáustica 10%............................................600h(LA)

Sólidos.................................................................100%     

Soda cáustica 20%...........................................600h (LA)

Ponto de Fusão..........................................105 - 110ºC     

Ácido clorídrico 10%..........................................300h (I)

Peso Específico.......................................1,4 – 1,8 (DC)   

Soda cáustica 10%............................................600h(LA)

Sólidos.................................................................100%     

Soda cáustica 20%...........................................600h (LA)

Ponto de Fusão..........................................105 - 110ºC     

Ácido clorídrico 10%..........................................300h (I)

Tempo de Secagem..............................12/15´ a 200ºC     

cido clorídrico 30%..........................................200h(LA)

Espessura do Filme.........................................50 - 60µ    

Ácido sulfúrico 10%............................................300h(I)

Brilho ( Glass – 60ºC ).................................90 – 100%    

Ácido sulfúrico 40%............................................300h(I)

Dureza ( Koening )...............................................170”     

Ácido acético 10%...........................................300h(LA)

Flexibilidade ( Mandril cônico )......................6 - (SF)     

Ácido acético concentrado........................................não

resiste Aderência ( Scrath-test )...........................100%    

 Ácido nítrico 10%...................................300h (LA/AM)

Embutimento ( Erichsen )....................................8mm     

Tutuol ( imersão .......................................200h (LB/LA)

Impacto ( 50kg/cm·² )...........................................(SD)     

Xilol ( imersão ).........................................200h (PB/LA)

Rendimento médio ( m²/kg )..............................10/12      

Solvesso 100 ( imersão )..................................200h (LA)

Resistencia aos  raios                                                  

Metanol ( imersão )....................................200h (PB/LA)

(Q,U,V) 120h...............................................Ótimo(SC)    

Amoníaco 10%.....................................................100h(I)

(Q,U,V) 250h...............................................Ótimo(SC)    

Formol 10%....................................................1000h(LA)

(Q,U,V) 500h...............................................Ótimo(SC)    

Água industrial..................................................1000h (I) 

Teste umidade 100%/40ºC

Água destilada..................................................1000h  (I)

500 h...........................................................................(I)

Água do mar.......................................................1000h(I)

1000h...........................................................................(I)

Teste SO2 ( Kesternich )..............................10 rondas(I) 

Vários detergentes...............................................800h(I)

Resistência aos intempéries                                    

Óleos comestíveis..............................................1000h(I)

(Weather-O-Meter ). .............................................(SC)    

Óleos para motores...........................................1000h (I)    

Dureza ( com lápis Hardmuth )..........................2 - 4h      

Butanol......................................................100h (PB/LA)

Intemperismo natural ( 12 meses )........................(PI)      

Hipoclorito de sódio 5%..........................100h (LA/AM)

 

LEGENDAS:

                 (SA) Sem Ataque                  (DC) Dependendo das cores                   (SC) Sem Calcinação             (PI) Praticamente inalterado

(SD) Sem descamações                          (LA) Leve amolecimento do filme                         (I) Inalterado   

                               (SF) Sem fisuras                                    (AM) Amolecimento do filme                               (PB) Perda de brilho 

  FONTE: Catálogo Coraldur - Tintas em

 



COM PRIMAPOX O METAL NÃO DÁ NA PINTA!

O acabamento e a aparência da pintura com Primapox são superiores aos processos convencionais. A aplicação eletrostática forma uma película uniforme sobre a peça, recobrindo por igual, cantos, bordas e arestas, dando assim, uma completa proteção anticorrosiva.

A pintura é feita com tinta apropriada para o uso ao qual a peça será submetida. As cores e os efeitos podem ser brilhante ou fosco. A resistência térmica, química, mecânica e a aderência são superiores as dos processos comuns. E as peças podem ser cortadas após serem pintadas. Tudo o que é usualmente fabricado em latão, cobre, alumínio e em chapa de ferro, pode ser executado através do processo Primapox. E o que é mais importante: por um preço que não vai corroer o seu bolso.

Material

As aplicações para a pintura em pó pelo processo Primapox são as seguintes:

Construção Civil - esquadrias de ferro e de alumínio ( na Europa, 90% das esquadrias de alumínio são pintadas por esse processo ), varandas, corrimãos, maçanetas, porta corta-fogo, caixas para mangueiras e disjuntores, forros metálicos, tubulações aparentes ou concretadas, etc.

Na Decoração - temos móveis metálicos, divisórias, luminárias e spots, aramados, armários de banheiro e cozinha.

Supermercados e lojas - gôndolas, araras, cestinhas, carrinhos, placas de sinalização.

Equipamentos industriais - gabinetes, painéis e estruturas.

Indústria naval - gaiútas, esquadrias e painéis.

Se é metal, Primapox pinta e protege!

Pré-tratamento

O Pré Tratamento da superfície antes da aplicação do Pó, quando o material é preparado para entrar no processo Primapox, é uma etapa crítica para a garantia de uma adesão apropriada da tinta no substrato metálico. Aplicadores profissionais realizam procedimentos específicos e controlados para assegurar que os perfis, como o de Alumínio, estejam adequadamente preparados para a obtenção de uma longa resistência aos ambientes agressivos.

A Limpeza, Preparação e Tratamento Químico dos substratos metálicos são operações fundamentais para a performance de longo prazo dos revestimentos.

O material, ou peça, é limpa por completo.

São extintos os vestígios de graxa, gordura e corrosão. E a superfície é preparada por processos químicos para receber a tinta em pó dando o máximo de aderência.

Pintura

A peça é levada por um transportador aéreo contínuo à uma cabine onde recebe um recobrimento uniforme de aproximadamente 60 mícrons de tinta em pó epóxi, poliéster ou híbrida conforme o caso, aplicado por duas pistolas eletrostáticas. A tinta em pó tem grande vantagem sobre a tinta convencional de recobrir por inteiro a peça pintada, não deixando microcanais como a tinta líquida, por onde a corrosão tem penetração e início.

Cura

Chegamos à última etapa.

Antes

O transportador aéreo atravessa com a peça numa estufa de 18 metros de comprimento, onde à uma temperatura de 200ºC, a tinta é polimerizada. A função básica da estufa é ativar a reação química do sistema de resinas.O perfeito balanceamento entre o período de aquecimento do substrato e o período em que a temperatura deste substrato permanece, determinará o perfeito alastramento e a performance especificada para os ensaios Físico-Químicos.


Depois

O resultado? Um acabamento liso, plenamente uniforme e perfeito, com total resistência a impactos e a corrosão.

Depois de passar pelo nosso controle de qualidade, sua peça estará pronta para você gravar a sua marca e fazer o seu nome aparecer no mercado.